Instituição

  • História
  • Missão, Visão e Valores
  • Mensagem do Presidente
  • Órgãos Sociais
  • Documentos Institucionais

Liga dos Amigos do Hospital de Matosinhos / Pedro Hispano

 

Criada em 1990, a Liga dos Amigos do Hospital de Matosinhos / Pedro Hispano e o seu corpo de voluntariado entregam-se aos doentes e às suas famílias distribuindo amor em ações de carinho, de solidariedade e de humanismo, mas também na obtenção de meios financeiros que propiciem ultrapassar as inúmeras dificuldades que tanto afligem as famílias mais carenciadas.

 

Mas tal só é possível com a ajuda de todos aqueles que podem contribuir. Por isso faça-se sócio da Liga dos Amigos do Hospital de Matosinhos / Pedro Hispano, venha conhecer-nos, conversar connosco, às quintas-feiras, entre as 14h00 e as 17h00 estamos à sua espera, junto à Sacristia, no piso 0.

 

Dê o seu contributo pagando uma quota anual no valor de 15 euros. Todos agradecemos porque "ser solidário é praticar um ato voluntário levando o necessário a quem precisa de amparo". Hoje são os outros, amanhã podemos ser nós.

MISSÃO

 

A da Liga dos Amigos do Hospital de Matosinhos – Pedro Hispano tem como missão contribuir voluntária, generosa e dedicadamente para a humanização e dignificação da pessoa humana proporcionando, enquanto doente, a defesa intransigente dos seus direitos como cidadão.

 

Os quatro eixos orientadores da sua missão são:

- Colaborar na melhoria do nível de saúde e bem-estar do doente

- Colaborar na melhoria do nível de saúde do Concelho de Matosinhos

- Colaborar com o serviço de Voluntariado, tendo em vista uma maior humanização do Hospital

- Proporcionar ao doente um bom acolhimento e um confortável internamento, colaborando na sua integração novamente na Comunidade

 

 

OBJETIVOS FUNDAMENTAIS

 

A atuação da Liga dos Amigos do Hospital de Matosinhos – Pedro Hispano, no seu enquadramento legal e voluntário, pressupõe os seguintes objetivos fundamentais:  

- Colaboração Solidária e gratuita

- Participação responsável e diligente

- Cooperação complementar generosa

MENSAGEM DO PRESIDENTE

 

A Liga dos Amigos quer mais participação da comunidade hospitalar

 

Angariar mais associados e, sobretudo, na comunidade hospitalar é o grande objetivo da Liga dos Amigos do Hospital de Matosinhos – Pedro Hispano e do seu presidente Manuel Azevedo.

 

A caminho de celebrar 25 anos de atividade, a Liga “necessita cada vez mais do apoio individual de cada um, pois o das empresas – que anteriormente eram mais participativas – escasseia, escudando-se nos processos internos de ajuda, fechando a porta aos outros” – lamenta Manuel Azevedo. Por isso, é importante “envolver mais toda a comunidade hospitalar, os médicos, os enfermeiros, os auxiliares. Todos os que fazem parte desta enorme família hospitalar deviam contribuir e estarem presentes na vida da Liga”. Isto porque, realça o presidente, “quando se presta uma ajuda a um utente estamos, simultaneamente, a colaborar com o hospital e, consequentemente, com todos aqueles que exercem a sua atividade profissional”. É, sublinha, “uma ajuda global” e exemplifica: “quando estamos a dotar o hospital de 30 novos televisores, como o fizemos recentemente, não estamos a olhar somente para o bem-estar de quem está internado ou à espera de uma consulta, o profissional que desenvolve atividade nessa área também vai usufruir desse benefício, pois se o utente estiver bem, o profissional também vai estar”.

 

Para além disso, Manuel Azevedo pretende que dos corpos sociais da Liga fizessem parte os profissionais de saúde. “Mesmo que não quisessem estar no núcleo mais dirigente, era importante que estivessem, que trouxessem ideias novas, outros contributos que, pelo facto de estarem no terreno, muito podem beneficiar o bom desempenho da Liga e, com certeza, todos serão sempre bem-vindos!”.

 

- Lança assim o repto.

 

Manuel Azevedo pretende ainda “continuar a conjugar esforços para que a Liga e o Voluntariado consolidem sinergias e, desse modo, podermos servir mais e melhor”. A Liga não esquece que o maior proveito financeiro advém de todo o esforço refletido nas vendas de Natal e Páscoa, levado a efeito pelo Voluntariado.

 

É com todo este espírito de interajuda e com as quotas dos associados que a Liga vai ajudando os utentes “mais desfavorecidos, os que mais precisam. Nenhuma criança fica privada da sua visão pela falta de óculos! Conseguimos um acordo com uma ótica que, qualquer situação apresentada, por mais complicada que seja, tem solução”. A par disso, “a ajuda vai também quando é necessária uma prótese, uma cadeira de rodas mais específica ou qualquer outro artigo que seja e, quando não conseguimos resolver na totalidade, temos recorrido às autarquias, nomeadamente às juntas de freguesia, contando sempre com esse apoio” – congratula-se.  

 

Para que a Liga possa ter mais visibilidade, que não apenas aquando das vendas de Natal e Páscoa, está em estudo com o Conselho de Administração a possibilidade de existir “um espaço físico onde possa haver mais contacto com o utente, com o visitante, onde nos possam questionar sobre a nossa atividade levando a que, ao aumentar a visibilidade, nos possibilite angariar novos associados”.

 

Em aberto estão também a realização de parcerias com Instituições do concelho para “existir uma troca/benefício de serviços” até porque Manuel Azevedo quer chegar mais além e “por vezes não é necessária uma verba avultada para ser possível fazer algo que vai beneficiar o utente, o profissional e, em última instância o hospital”.

 

 

Quem é Manuel Maria Prata Azevedo

Tem 68 anos, é engenheiro eletrotécnico reformado da P. T. Casado, com dois filhos, sempre teve o voluntariado presente na família e entende-o como uma missão. Esteve 30 anos em Lisboa, quando regressou ao Porto, colaborou como juiz social (2007 -2013), no Tribunal de Família e Menores do Porto, o que fez “tomar contacto com realidades que desconhecia” e isso marcou-o, assim como importante foi o ter sido voluntário na ULSM – setor da Convalescença, onde se apercebeu que “a vida é um sopro”. Vai para o segundo mandato como presidente da Liga, já conseguiu esbater barreiras, mas anseia pelo envolvimento de toda a comunidade hospitalar e, assim, a Liga dos Amigos do Hospital de Matosinhos – Pedro Hispano enfrentará, com sucesso, todas as vicissitudes que atormentam a sociedade mais carenciada do Concelho.

CORPOS GERENTES PARA O QUADRIENIO 2017 - 2020


Mesa da Assembleia Geral

Presidente - José Albano Pereira Guedes, Dr.
Vice-presidente - Américo de Castro Freitas, Dr.
1º Secretário - Alice Fernanda Seabra Mira Lopes
2º Secretário - José Jorge Regufe Costa, Dr.


Direção

Presidente - Manuel Maria Prata Azevedo, Engº.
Vice-presidente - Manuel Ferreira Pinto, Dr.
1º Secretário - Joaquim Américo G. Pereira Madanços
2º Secretário - Laurentina Jesus José S. Vieira, Drª.
Tesoureiro - Carlos Alberto da Rocha Cardoso Dias
Vogal - José Alberto B. de Moura e Castro, Prof. Dr.
Vogal - Maria dos Santos Rijo G. Gomes
1º Substituto - Maria Manuela Moura, Drª.
2º Substituto - Cláudio Fernando Pereira Belo Pereira


Conselho Fiscal

Presidente - Hermano Valente Serrano, Dr.
Vice-presidente - António da Silva Rodrigues
Relator - Maria de Fátima dos Santos Martins Fradinho, Drª.